Mostrando postagens com marcador Homenagem. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Homenagem. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Riachuelo perde um ícone popular: Seu Antônio Paulo da Geléia

Seu Antônio Paulo vendendo suas geleias para uma criança - Foto: Ricardo Bevenuto

Não era bem assim que eu queria voltar a postar aqui no meu Blog depois de um longo período sem postar. Mas eu jamais poderia deixar de vir aqui fazer essa homenagem a este homem que foi um ícone popular em nosso munícipio. Seu Antônio Paulo, conhecido como o homem da geléia, era uma pessoa muito carismática, respeitado e querido aqui na cidade de Riachuelo - RN. Muito religioso, assim como muitos, também foi um dos pioneiros, das pessoas que dedicaram suas vidas a servir na Igreja Católica. Ele também era uma das pessoas de frente do tradicional Forró dos idosos. Gostava de fabricar produtos e remédios caseiros, desde garrafadas, lambedores, e óleo de coco. 

Popularmente conhecido como vendedor de suas famosas geléias, desde meados dos anos 80, ou talvez até muito antes disso. Quem foi criança nessa época deve lembrar muito bem. Inclusive, por falar nas suas geléias, exatamente no dia 24 de novembro de 2012, as 16:23 da tarde, estávamos eu e um grupo de amigos numa feijoada no CEPASME (Centro Pastoral) e num determinado momento fomos para frente do prédio, estávamos lá sentados nas mesas, quando de repente avistei uma cena que me fez parar e me trouxe de volta a memória o meu tempo de criança. A cena era a mesma, igualzinha. 


(Fotos: Ricardo Bevenuto)

Era o Seu antônio vendendo suas geléias. Seu Antônio fazendo uma das coisas que ele sempre fez a vida toda.  No mesmo instante fui até ele e começamos a conversar, meio sem acreditar naquilo, fiquei tão empolgado, e tão feliz, afinal eu sou um nostálgico nato e assumido, e fazia muitos anos que não via aquela cena. 


(Geléia de coco ou Quebra queixo)

Nostálgico como sou, fiz questão de comprar e experimentar pra sentir novamente aquele gostinho da infância. Foi como voltar no tempo, voltar as tardes de domingo. E é claro que eu também não poderia jamais ter deixado de registrar aquele momento único, e pedi pra bater umas fotos. Ele ficou muito feliz. E então ficamos por um tempo conversando sobre coisas de antigamente de Riachuelo, e alegre ele me falava com tanto orgulho, com tanto entusiasmo. Disse que sabia sobre muitas coisas de antigamente e que tinha muitas histórias para contar. Perguntei a ele se ele então não gostaria de fazer uma entrevista comigo para este blog e de imediato ele respondeu que sim, que seria um grande prazer. Só que infelizmente isso não foi possível. 😢


As geléias do Seu Antônio era muito famosas, não tinha igual

Enfim, o tempo passou, e eu me acomodei, não havia mais dado continuidade as postagens aqui do blog por um tempo, talvez problemas surgiram na época e tive que parar por um tempo, e assim perdi a rica oportunidade de deixar escrita e marcada as belas histórias  contadas por este que foi um grande homem e que com certeza Riachuelo jamais esquecerá. Perdemos um grande ícone popular.

Infelizmente apenas tive a intenção, e não coloquei em prática. Com isso fica a lição de que não podemos esperar demais pra se fazer algo. Se sentir vontade, faça! Porque depois de perdida, uma oportunidade as vezes não volta mais. 

Fica aqui a minha sincera homenagem a este homem que tanto contribuiu culturalmente, e socialmente para a nossa querida terrinha.




sexta-feira, 25 de outubro de 2013

O dia que conheci Mara Maravilha: Um sonho de infância realizado!

Mara Maravilha - Um amor pra toda vida


No dia 18 de outubro de 2013, uma semana após o dia da criança, na cidade de Mossoró - RN realizei meu grande sonho que trago comigo desde a minha infância e adolescência. Finalmente conheci Mara Maravilha. Hoje dia 25 de outubro faz exatamente uma semana do meu encontro com a Mara, mas tudo ainda parece que foi um sonho, foi tudo muito perfeito, foi um presente de Deus! 

Veja abaixo o meu relato sobre minha história como fã da Mara desde a infância até a realização do meu sonho, relato os lindos momentos ao lado dela e a grande emoção que senti. 

Ela me conquistou desde criança, desde 1987, quando eu tinha 8 anos de idade, e os primeiros sinais do SBT (Na época TVS) começava a chegar aqui na minha querida Riachuelo, interior do RN. TV com imagem em preto e branco, pegava muito ruim, tinha que ficar mexendo na antena pra ver se melhorava, mas mesmo assim, era uma felicidade vê-la na TV. E assim todas as tardes quando chegava do roçado juntos com meus irmãos, vinha voando, pra não dizer correndo, pois eu não queria perder, nem que fosse um ou dois dos últimos blocos do Show Maravilha pra ver a baianinha que as crianças de todo Brasil aprenderam a amar. e quando mudou de horário era a mesma coisa. 

Ela realmente me conquistou! De lá pra cá eu segui sua carreira até os dias de hoje. Com ela eu sorri, chorei, briguei na escola por causa dela, pra defendê-la em tudo o que a mídia inventava. Ouvi muitas críticas por gostar tanto dela. Amigos me diziam: Deixa de ser bobo, ela não sabe nem que você existe! Naquele tempo criança ajudava os pais na roça, e assim também eu ainda trabalhei um bocado, mas ir para o roçado cantarolando as músicas da Mara pelo caminho amenizava qualquer sacrifício. Na volta parava numa casa de fazenda com a desculpa de tomar água, mas era só pra ver a Mara se mexendo (dançando) numa TV com cores reais, pois era uma das três únicas casas que tinham TV à cores na época. Até então, ver a Mara em cores só em foto de revista. 

(Foto: Douglas Kanashiro)


Na época eu não podia ter os seus discos, as coisas não eram muito fáceis, muito menos ir aos seus shows, mas eu chorava o dia inteiro pra que minha mãe ligasse pra alguém da família de Natal vir me pegar pra ir vê-la. Cresci assim, amando-a incondicionalmente, gostava de desenhar os cenários do programa, os figurinos que ela usava (que pena que não tenho mais nenhum de lembrança), sei muita coisa de sua vida por ter acompanhado toda sua trajetória. Sei o ano de lançamento de todos os LPs, tenho coleção de fotos e reportagens, coleciono seus discos, CDs, etc. E acho que isso não se chama fanatismo, se chama AMOR! Amor por alguém que fazia o meu sorriso de criança, que deixou minhas tardes, minhas manhãs e meus dias mais alegres, e isso só quem é fã pode entender. 

Elenco do programa Show Maravilha no SBT: Mara com seus Marotos, suas Maravilhas e Borboletinhas.

Sempre soube que um dia realizaria meu grande sonho de conhecê-la, só não imaginava que isso aconteceria quando eu menos esperasse, mas sabia que quando o momento chegasse ela estaria com a mesma carinha de menina, o mesmo cabelinho preto e a famosa franjinha, sua marca registrada desde os tempos do Show Maravilha, e assim foi. E foi tudo tão lindo, tão maravilhoso, como nunca imaginei que poderia ser superando todas as minhas expectativas, foi tudo muito melhor do que sempre eu sonhei... Ai, ai (suspiros)... Tão cheirosa parecia uma flor daquelas mais belas, dos mais lindos jardins! Mara Maravilha, eu nunca vou esquecer esses momentos. Você mostrou pra mim o que é comunhão, o que é ser de Deus, perdoar, compartilhar emoção, alegria, humildade, o que é ser uma pessoa verdadeira, sem falsidades, sem demagogia, e sem capas. Eu pude conhecer de pertinho a junção da artista Mara Maravilha e um pouquinho da pessoa de Eliemary Silva da Silveira, aquela que só quem a conhece de verdade é quem convive com ela no dia-a-dia. 

Simplesmente amei essa foto! Olha que rostinho perfeito o dela!


E tudo aconteceu graças a um anjo que Deus colocou na minha vida pra me ajudar, que me deu forças pra que eu corresse atrás do meu sonho e não perdesse a oportunidade que a vida tava me dando de fazer o meu sonho se tornar real. É alguém especial que gosta de ajudar as pessoas, e me ajudou no que pôde pra que tudo desse certo. A Mara veio à esse evento em Mossoró para participar durante dois dias. E eu cheguei a Mossoró no primeiro dia do evento, porém como eu não tinha se quer pregado o olho de tanta ansiedade na noite anterior e ajeitando as coisas pra viagem e a embalagem e a moldura do meu presente pra ela, o cansaço não me deixou ir vê-la no primeiro dia. Mas ouvi toda a programação pelo rádio e ouvi que ela tinha se atrasado, acho que por conta do vôo. Ao chegar ela ainda deu uma palavrinha para a rádio na chegada e no culto ela cantou umas quatro ou cinco músicas apenas. Ao terminar de ouvir o culto pelo rádio fui me deitar e graças a Deus dessa vez eu dormi, e dormi muito bem. 

Momento da entrega do meu presente. Fiquei muito feliz porque ela amou!

Acordei ansioso e na expectativa. Passei o dia inteirinho assim nessa expectativa, e o anjo de quem tanto falo que me ajudou a realizar meu sonho me orientou que eu me aprontasse logo à tarde e ficasse na expectativa. Nossa! Mais do que eu já tava? E assim me ajeitei e já me vesti pronto para a noite, para o evento. Mas ela falou que antes passaríamos no hotel, pois lá seria o meu encontro com a Mara. Ainda esperei um bom bocado, mas esperaria o tanto que fosse preciso, e assim chegou o momento. Lá vinha ela, tão linda, com um vestido preto, muito lindo, de meia calça preta e um sapato de salto altíssimo e bem fino. Tava muito elegante! E foi logo falando: É esse o meu fã que veio me conhecer? Nossa que fã bonito! Como é seu nome filho? Ricardo? Olha você é muito bonito viu! Eu quase morri ali mesmo, nem conseguia acreditar. 


Muita emoção ao lado dela

Esse é o desenho que dei pra ela na moldura. Pintado em 1999.


Aí entreguei o presente pra ela, um quadro que eu havia pintado em 1999, quando eu tinha 20 anos de idade. A primeira coisa que me surpreendeu foi a atitude dela de me chamar pra eu ir junto com ela e a cantora Patrícia Marta sua amiga que sempre a acompanha, pra ir no carro com elas até o local do evento. Fomos conversando muito no caminho, nessa hora minha mãe me ligou perguntando se eu naquele momento já havia a conhecido e aí falei: Mãe, eu tô aqui com ela no carro indo para o local do evento. Minha mãe quase não falava de emoção. Perguntei pra Mara se ela podia falar com minha mãe que também é evangélica, eu disse o nome dela e a Mara foi logo pegando o celular e falando: Oi irmã Fátima, a paz do Senhor querida, aqui é a Mara! Foi muita emoção. Essa é a nossa Marinha, um doce de pessoa! E também com aquele jeitinho arretado que toda baiana tem. E assim, no caminho ela sempre brincalhona e muito extrovertida, eu nem acreditava que ali do meu lado estava aquela apresentadora que eu via toda brincalhona na TV e tava ali do meu ladinho, nossa! Como foi bom! 

Sou muito abençoado por Deus e pude confirmar que tudo tem o seu tempo determinado!

Quando chegamos ao local ela disse que tava com sono e muito cansada depois de ter um dia intenso e com muita correria, entrevistas, almoço, salão, visita a amigos, etc. Disse que queria descansar um pouco e deitou a cabeça no meu colo, eu não tava acreditando, parecia um bebê, a coisa mais linda do mundo! Pior é que de instante em instante vinha um pastor ou algum outro organizador e abria a porta do carro a chamando pra ela ir para o palco, e as pernas dela caiam junto com a porta. Tadinha! Isso aconteceu umas duas vezes então aí o jeito foi ela ir logo. Lógico que não perdi tempo em registrar aquele momento único dela deitada com a cabeça no meu colo e fiz uma foto. Não é a coisa mais linda? 

Momento único e especial. Ela sempre nos surpreende!
Essa é a Mara Maravilha. Por isso que eu amo!

Mara louvando a Deus na "Cruzada Mossoró para Cristo".

O evento em si ocorreu normalmente, tinha muita gente, e no início o pastor orientou que ninguém viesse tirar fotos da Mara pra não gerar tumulto durante o culto, mas só depois estaria liberado. A Mara como sempre, estava muito animada quando começou a louvar. Quase no final as pessoas já estavam todas concentradas na frente, tinha até uma fã já de uma idade um pouco avançada com uma pasta de fotos e na frente aparecia uma foto da Marileide mãe da Mara com ela no colo. Na hora em que acabou o culto, na saída dela do palco para o carro, foi uma loucura! As pessoas querendo fotos e autógrafos, mas não tinha como atender. A Mara entrou no carro e eu falei: Mara não me esqueça! Aí ela falou pros seguranças: Deixa vir, que ele vai comigo! Mas quase eu não conseguia entrar no carro. No caminho uma amiga que também é fã da Mara, me ligou perguntando como foi tudo e eu falei que tava com a Mara no carro indo para o hotel. E assim aproveitando a oportunidade a Mara falou com minha amiga ao telefone. Minha amiga ficou morta de felicidade! 

Ela dizia: É isso mesmo, fãm que é fãm tem tuuudooo! Aí falei: Mas aqui não tem nem a metade de meus materiais que trouxe pra autografar.

Autografando o livro de sua autobiografia "As maravilhas que Deus faz por mim"


Chegando novamente ao hotel sentamos na recepção, eu, ela e outra cantora local lá de Mossoró, a Joelma Souza que também é grande admiradora da Mara. Aí tiramos fotos com nossos materiais, conversamos bastante, brincamos, rimos. E aí a Mara falou: Nossa, as pessoas gostam mesmo de mim! Então falei pra ela: Mas é claro Mara! Você ainda tem duvidas? E na última sessão de fotos da gente eu que já havia pensado numa pose que eu já havia visto de outros fãs com ela, ela beijando eles, eu ia pedir pra ela tirar assim também, só que é tanta coisa num momento assim que a gente até esquece, mas aí ela foi e me surpreendeu dizendo: Péra aí, que ainda falta uma foto assim. Foi e me deu um beijo no rosto. Naquele momento foi como se eu voltasse ao passado e me imaginei como se estivesse no Show Maravilha 20 anos atrás. Uma criança recebendo um beijo da baianinha mais querida do Brasil. Eu via ali o meu sonho de criança se concretizando anos depois, só que agora eu já adulto, mas de uma maneira muito especial. 

Mais um momento de muita emoção!


E ao final, foi tão lindo um momento antes de me despedir da Mara, ela fez uma oração em agradecimento a Deus por aquele momento, por aquela comunhão. Achei lindo demais! No outro dia quando fui vê-la de novo no hotel ela estava tomando café com a Patrícia Marta. Aí ela me perguntou se eu tinha dormido bem, e se eu não queria comer um cuscuzinho, que era o que ela estava comendo, rsrs. Ela queria até me dar carona até minha cidade, Riachuelo, aí eu falei pra ela que o caminho de Fortaleza era outro diferente do meu. Que pena! Mas ela sempre cheia de gentilezas. Um amor de pessoa! 

Nunca esquecerei esses momentos

Cada momentinho vivido eu pensava que tava sonhando acordado. Aquela Mara Maravilha que eu via todo dia quando criança, depois adolescente e cresci acompanhando os seus passos até os dias atuais estava ali do meu lado, e dessa vez era como uma amiga, que me dava conselhos, que me ouvia, que parecia até que já me conhecia há muitos anos. Falei pra ela que se antes eu já a defendia, agora eu ia defender muito mais. Agora eu vou guardar ela pra sempre no meu coração! Te amoooo! Minha eterna baianinha! Te amoo... Pra sempre! Obrigado por tudo! Deus te abençoe cada dia mais e mais. 


(EVENTO: Mara Maravilha em Mossoró na cruzada 
“Mossoró para Cristo” Dias: 17 e 18/10/2013) 


domingo, 30 de setembro de 2012

RIACHUELO DE LUTO: morre o ex-prefeito Luiz de Gonzaga Cavalcanti.


Nesta última sexta-feira dia 28 de setembro de 2012, tanto a população riachuelense como também de Cachoeira do Sapo infelizmente presenciou em pleno comício da candidata do PSB Mara Cavalcanti, uma triste cena, a morte repentina de seu pai, o ex-prefeito Luiz de Gonzaga Cavalcanti, considerado um dos maiores líderes políticos da história de Riachuelo/RN. Gonzaga discursava durante cerca de uns 6 minutos quando repentinamente sofreu um ataque fulminante vindo a falecer minutos depois. A movimentação política que acontecia no distrito de Cachoeira do Sapo estava superlotada de pessoas após uma grande carreata que levou parte da população de Riachuelo em seis ônibus todos cheios entre outros veículos até o local do comício. No momento do ocorrido ouve grande desespero entre as pessoas presentes e o evento parou imediatamente. As pessoas ficaram em estado de choque, ninguém conseguia acreditar no que havia acontecido. 

A população riachuelense hoje está de luto pela ausência deste que foi um dos grandes precursores da história política da cidade de Riachuelo. Um homem corajoso, batalhador e que sempre teve a política no sangue, correndo em suas veias. 

Gonzaga foi prefeito por duas vezes nas gestões de (1983 - 1988) e (1993 - 1996). Atualmente ele estava engajado na campanha de sua filha Mara Cavalcanti, tendo como principal oponente político o sobrinho/genro e também ex-prefeito Marcílio Pessoa do PMDB. Gonzaga sempre almejou um sonho em comum entre ele e sua filha, de Mara ser eleita a primeira prefeita mulher da cidade de Riachuelo, dando continuidade à tradição política de sua família, elegendo-a como sua sucessora. Gonzaga faleceu fazendo o que mais gostava, e certamente feliz por ver uma multidão tão numerosa e tão expressiva gritando o nome de sua filha Mara em praça pública demonstrando todo o carinho e a vontade de realizar pelos dois este grande sonho. 

O blog Ricardo Bevenuto também homenageia este grande homem que deixou sua marca na história política do município de Riachuelo e leva os nossos sentimentos a toda a família Cavalcanti. Que Deus conforte seus corações dando forças para continuar a caminhada. 


Momentos do Ex-prefeito Luiz Gonzaga na campanha da filha Mara para o pleito (2013 - 2016): 


CONVENSÃO DO PSB 
LANÇAMENTO DAS CANDIDATURAS DE MARA E CAETANO 
(17/06/2012) 




Gonzaga, o candidato a vice-prefeito Caetano Sena, 
Mara, prefeito Júnior Bernardo e atual vice-prefeito Son Azevedo 


vice-prefeito Son Azevedo, Júnior Bernardo, Vilma, 
Mara, Caetano, deputado Gustavo Carvalho, 
ex-prefeito Gonzaga e sua esposa Lourdinha. 


COMÍCIO RELÂMPAGO NO ARISCO (21/07/2012) 





1º COMÍCIO HISTÓRICO NO CENTRO DE RIACHUELO 
(11/08/2012) 

Sempre um discurso emocionado ao lado da filha 




PASSEATA DAS MULHERES COM COMÍCIO 
NO BAIRRO NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO 
(01/09/2012) 



Como sempre muito emocionado, 
mas queria estar sempre perto em todos os momentos 


COMÍCIO NA SERRA DA FORMIGA (14/09/2012) 


Faça chuva, ou faça sol seja onde for 
ele queria estar ao lado de MARA 
lhe dando apoio em todos os momentos. 


COMÍCIO NO ASSENTAMENTO FURNAS (19/09/2012) 



6º GRANDE COMÍCIO NA AVENIDA GETÚLIO VARGAS 
(22/09/2012) 

O penúltimo comício de sua vida 


Vai em paz Gonzaga Cavalcanti... 
Serás sempre lembrado pelo povo riachuelense. 
És mais um entre os que fizeram e fazem a história dessa terra. 



domingo, 9 de setembro de 2012

CORAL CAMINHANDO COM CRISTO - Riachuelo/ RN - Anos 90



O Coral Caminhando com Cristo foi um coral formado por crianças e adolescentes da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus na cidade de Riachuelo - RN, que cantava nas missas nos anos 90. O coral era composto por 40 componentes e não só cantava nas missas realizadas na igreja local como também em outras cidades quando recebia convites. 


Organização:

As organizadoras eram Lúcia de Fátima Cavalcante e Mª Dapaz Eduardo, que sempre comandaram a turma de crianças e adolescentes com muita responsabilidade e dedicação. 




O coral chegou a se apresentar no Canal 5 TV local em Natal RN. 

A primeira missa cantada pelo Coral Caminhando com Cristo foi a Missa Sacerdotal do Padre Ramos realizada em frente a igreja matriz no dia 28 de agosto de 1993. Na ocasião a música de abertura foi a música "Nova geração (No peito eu levo uma cruz)" de Padre Zezinho. 

Após esta primeira formação o coral também teve uma segunda quando ouve tanto a saída quanto a entrada de novos integrantes, mudando também a vestimenta para uma camiseta branca com vinho, anos depois mudou de nome para Grupo Boa Semente, e a vestimenta era uma camiseta verde. 


Reviva esses momentos  
nas fotos a seguir.

 Dia da apresentação de estréia. 























2ª Grande Missa cantada pelo Coral Caminhando com Cristo 

No ano seguinte à primeira formação do coral, ouve uma segunda formação na qual se deu a entrada de novos membros ao grupo. Na ocasião a igreja comemorava uma grande festa religiosa com batizados e casamentos coletivos, 1ª eucaristia e crisma. O coral estreou sua nova farda, uma camiseta branca com gola vinho e um símbolo de um cálice com a hóstia. 



Padre Ramos com seus afilhados de Crisma e ao fundo os integrantes do Coral junto com outros do coral de São Paulo do Potengi. 



Rivaldo Bevenuto no momento de receber o crisma com o Monsenhor Expedito.
Padre Ramos foi seu padrinho. 



Renato usando a nova camiseta do coral na estréia da nova formação 
com a entrada de novos integrantes inclusive ele. 


COMPONENTES DA 1ª FORMAÇÃO: 

Ana, Adi Moura, Adriana Augustinho, Albanita Soares (Gina), Alzenir Ambrósio, Américo Lira(Amerquinho), Angelo Moura, Boneca, Cristiane (Cris), Cristina, Expedito Galdino, Eduardo, Gysa Kelly, Givaneide Janiana, Ivanilde Eduardo, Jordana Alves, Jorlan Kardec, Joildo Cândido, José Carlos, Joelder, Keylla Lavínia, Lenilda, Lucinete Câmara, Madalena Guedes, Mara Cavalcante, Mary Anne, Meire, Michelly Barbosa, Paula Maria (Paulinha), Ricardo Bevenuto, Rivaldo Bevenuto, Rômulo, Rêmulo, Roberto, Sônia Maria, Selma, Virgínia, Wallacy Robson, Wellington.

COMPONENTES DA 2ª FORMAÇÃO: 

Renato Bevenuto, Magdaly, Vanica, Aline, João Maria, entre outros...




MÚSICA:
 
Nova geração
(No peito eu levo uma cruz) 

Padre Zezinho


Eu venho do sul e do norte,
Do oeste e do leste. de todo lugar
Estrada da vida eu percorro
Levando socorro a quem precisar
Assunto de paz é meu forte
Eu cruzo montanhas mas vou aprender
O mundo não me satisfaz o que
Eu quero é a paz, o que eu quero é viver. 

No peito eu levo uma cruz,
No meu coração o que disse Jesus
No peito eu levo uma cruz,
No meu coração o que disse Jesus 

Eu sei que não tenho a idade
Da maturidade de quem já viveu
Mas sei que já tenho a idade
De ver a verdade o que eu quero ser eu
O mundo ferido e cansado
De um triste passado de guerras sem fim
Tem medo da bomba que fez,
E da fé que desfez mas aponta pra mim 

No peito eu levo uma cruz,
No meu coração o que disse Jesus
No peito eu levo uma cruz,
No meu coração o que disse Jesus 

Eu venho trazer meu recado,
Não tenho passado mas sei entender
Um jovem foi crucificado
Por ter ensinado a gente viver
Eu grito ao mundo descrente que eu ser gente,
Que eu creio na cruz
Eu creio na força do jovem
Que segue o Caminho de Cristo Jesus 

No peito eu levo uma cruz,
No meu coração o que disse Jesus
No peito eu levo uma cruz,
No meu coração o que disse Jesus 



MAIS VISITADAS DO MÊS


POSTAGENS MAIS POPULARES EM TODO O BLOG