Mostrando postagens com marcador Nostalgia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Nostalgia. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

O dia que conheci Mara Maravilha: Um sonho de infância realizado!

Mara Maravilha - Um amor pra toda vida


No dia 18 de outubro de 2013, uma semana após o dia da criança, na cidade de Mossoró - RN realizei meu grande sonho que trago comigo desde a minha infância e adolescência. Finalmente conheci Mara Maravilha. Hoje dia 25 de outubro faz exatamente uma semana do meu encontro com a Mara, mas tudo ainda parece que foi um sonho, foi tudo muito perfeito, foi um presente de Deus! 

Veja abaixo o meu relato sobre minha história como fã da Mara desde a infância até a realização do meu sonho, relato os lindos momentos ao lado dela e a grande emoção que senti. 

Ela me conquistou desde criança, desde 1987, quando eu tinha 8 anos de idade, e os primeiros sinais do SBT (Na época TVS) começava a chegar aqui na minha querida Riachuelo, interior do RN. TV com imagem em preto e branco, pegava muito ruim, tinha que ficar mexendo na antena pra ver se melhorava, mas mesmo assim, era uma felicidade vê-la na TV. E assim todas as tardes quando chegava do roçado juntos com meus irmãos, vinha voando, pra não dizer correndo, pois eu não queria perder, nem que fosse um ou dois dos últimos blocos do Show Maravilha pra ver a baianinha que as crianças de todo Brasil aprenderam a amar. e quando mudou de horário era a mesma coisa. 

Ela realmente me conquistou! De lá pra cá eu segui sua carreira até os dias de hoje. Com ela eu sorri, chorei, briguei na escola por causa dela, pra defendê-la em tudo o que a mídia inventava. Ouvi muitas críticas por gostar tanto dela. Amigos me diziam: Deixa de ser bobo, ela não sabe nem que você existe! Naquele tempo criança ajudava os pais na roça, e assim também eu ainda trabalhei um bocado, mas ir para o roçado cantarolando as músicas da Mara pelo caminho amenizava qualquer sacrifício. Na volta parava numa casa de fazenda com a desculpa de tomar água, mas era só pra ver a Mara se mexendo (dançando) numa TV com cores reais, pois era uma das três únicas casas que tinham TV à cores na época. Até então, ver a Mara em cores só em foto de revista. 

(Foto: Douglas Kanashiro)


Na época eu não podia ter os seus discos, as coisas não eram muito fáceis, muito menos ir aos seus shows, mas eu chorava o dia inteiro pra que minha mãe ligasse pra alguém da família de Natal vir me pegar pra ir vê-la. Cresci assim, amando-a incondicionalmente, gostava de desenhar os cenários do programa, os figurinos que ela usava (que pena que não tenho mais nenhum de lembrança), sei muita coisa de sua vida por ter acompanhado toda sua trajetória. Sei o ano de lançamento de todos os LPs, tenho coleção de fotos e reportagens, coleciono seus discos, CDs, etc. E acho que isso não se chama fanatismo, se chama AMOR! Amor por alguém que fazia o meu sorriso de criança, que deixou minhas tardes, minhas manhãs e meus dias mais alegres, e isso só quem é fã pode entender. 

Elenco do programa Show Maravilha no SBT: Mara com seus Marotos, suas Maravilhas e Borboletinhas.

Sempre soube que um dia realizaria meu grande sonho de conhecê-la, só não imaginava que isso aconteceria quando eu menos esperasse, mas sabia que quando o momento chegasse ela estaria com a mesma carinha de menina, o mesmo cabelinho preto e a famosa franjinha, sua marca registrada desde os tempos do Show Maravilha, e assim foi. E foi tudo tão lindo, tão maravilhoso, como nunca imaginei que poderia ser superando todas as minhas expectativas, foi tudo muito melhor do que sempre eu sonhei... Ai, ai (suspiros)... Tão cheirosa parecia uma flor daquelas mais belas, dos mais lindos jardins! Mara Maravilha, eu nunca vou esquecer esses momentos. Você mostrou pra mim o que é comunhão, o que é ser de Deus, perdoar, compartilhar emoção, alegria, humildade, o que é ser uma pessoa verdadeira, sem falsidades, sem demagogia, e sem capas. Eu pude conhecer de pertinho a junção da artista Mara Maravilha e um pouquinho da pessoa de Eliemary Silva da Silveira, aquela que só quem a conhece de verdade é quem convive com ela no dia-a-dia. 

Simplesmente amei essa foto! Olha que rostinho perfeito o dela!


E tudo aconteceu graças a um anjo que Deus colocou na minha vida pra me ajudar, que me deu forças pra que eu corresse atrás do meu sonho e não perdesse a oportunidade que a vida tava me dando de fazer o meu sonho se tornar real. É alguém especial que gosta de ajudar as pessoas, e me ajudou no que pôde pra que tudo desse certo. A Mara veio à esse evento em Mossoró para participar durante dois dias. E eu cheguei a Mossoró no primeiro dia do evento, porém como eu não tinha se quer pregado o olho de tanta ansiedade na noite anterior e ajeitando as coisas pra viagem e a embalagem e a moldura do meu presente pra ela, o cansaço não me deixou ir vê-la no primeiro dia. Mas ouvi toda a programação pelo rádio e ouvi que ela tinha se atrasado, acho que por conta do vôo. Ao chegar ela ainda deu uma palavrinha para a rádio na chegada e no culto ela cantou umas quatro ou cinco músicas apenas. Ao terminar de ouvir o culto pelo rádio fui me deitar e graças a Deus dessa vez eu dormi, e dormi muito bem. 

Momento da entrega do meu presente. Fiquei muito feliz porque ela amou!

Acordei ansioso e na expectativa. Passei o dia inteirinho assim nessa expectativa, e o anjo de quem tanto falo que me ajudou a realizar meu sonho me orientou que eu me aprontasse logo à tarde e ficasse na expectativa. Nossa! Mais do que eu já tava? E assim me ajeitei e já me vesti pronto para a noite, para o evento. Mas ela falou que antes passaríamos no hotel, pois lá seria o meu encontro com a Mara. Ainda esperei um bom bocado, mas esperaria o tanto que fosse preciso, e assim chegou o momento. Lá vinha ela, tão linda, com um vestido preto, muito lindo, de meia calça preta e um sapato de salto altíssimo e bem fino. Tava muito elegante! E foi logo falando: É esse o meu fã que veio me conhecer? Nossa que fã bonito! Como é seu nome filho? Ricardo? Olha você é muito bonito viu! Eu quase morri ali mesmo, nem conseguia acreditar. 


Muita emoção ao lado dela

Esse é o desenho que dei pra ela na moldura. Pintado em 1999.


Aí entreguei o presente pra ela, um quadro que eu havia pintado em 1999, quando eu tinha 20 anos de idade. A primeira coisa que me surpreendeu foi a atitude dela de me chamar pra eu ir junto com ela e a cantora Patrícia Marta sua amiga que sempre a acompanha, pra ir no carro com elas até o local do evento. Fomos conversando muito no caminho, nessa hora minha mãe me ligou perguntando se eu naquele momento já havia a conhecido e aí falei: Mãe, eu tô aqui com ela no carro indo para o local do evento. Minha mãe quase não falava de emoção. Perguntei pra Mara se ela podia falar com minha mãe que também é evangélica, eu disse o nome dela e a Mara foi logo pegando o celular e falando: Oi irmã Fátima, a paz do Senhor querida, aqui é a Mara! Foi muita emoção. Essa é a nossa Marinha, um doce de pessoa! E também com aquele jeitinho arretado que toda baiana tem. E assim, no caminho ela sempre brincalhona e muito extrovertida, eu nem acreditava que ali do meu lado estava aquela apresentadora que eu via toda brincalhona na TV e tava ali do meu ladinho, nossa! Como foi bom! 

Sou muito abençoado por Deus e pude confirmar que tudo tem o seu tempo determinado!

Quando chegamos ao local ela disse que tava com sono e muito cansada depois de ter um dia intenso e com muita correria, entrevistas, almoço, salão, visita a amigos, etc. Disse que queria descansar um pouco e deitou a cabeça no meu colo, eu não tava acreditando, parecia um bebê, a coisa mais linda do mundo! Pior é que de instante em instante vinha um pastor ou algum outro organizador e abria a porta do carro a chamando pra ela ir para o palco, e as pernas dela caiam junto com a porta. Tadinha! Isso aconteceu umas duas vezes então aí o jeito foi ela ir logo. Lógico que não perdi tempo em registrar aquele momento único dela deitada com a cabeça no meu colo e fiz uma foto. Não é a coisa mais linda? 

Momento único e especial. Ela sempre nos surpreende!
Essa é a Mara Maravilha. Por isso que eu amo!

Mara louvando a Deus na "Cruzada Mossoró para Cristo".

O evento em si ocorreu normalmente, tinha muita gente, e no início o pastor orientou que ninguém viesse tirar fotos da Mara pra não gerar tumulto durante o culto, mas só depois estaria liberado. A Mara como sempre, estava muito animada quando começou a louvar. Quase no final as pessoas já estavam todas concentradas na frente, tinha até uma fã já de uma idade um pouco avançada com uma pasta de fotos e na frente aparecia uma foto da Marileide mãe da Mara com ela no colo. Na hora em que acabou o culto, na saída dela do palco para o carro, foi uma loucura! As pessoas querendo fotos e autógrafos, mas não tinha como atender. A Mara entrou no carro e eu falei: Mara não me esqueça! Aí ela falou pros seguranças: Deixa vir, que ele vai comigo! Mas quase eu não conseguia entrar no carro. No caminho uma amiga que também é fã da Mara, me ligou perguntando como foi tudo e eu falei que tava com a Mara no carro indo para o hotel. E assim aproveitando a oportunidade a Mara falou com minha amiga ao telefone. Minha amiga ficou morta de felicidade! 

Ela dizia: É isso mesmo, fãm que é fãm tem tuuudooo! Aí falei: Mas aqui não tem nem a metade de meus materiais que trouxe pra autografar.

Autografando o livro de sua autobiografia "As maravilhas que Deus faz por mim"


Chegando novamente ao hotel sentamos na recepção, eu, ela e outra cantora local lá de Mossoró, a Joelma Souza que também é grande admiradora da Mara. Aí tiramos fotos com nossos materiais, conversamos bastante, brincamos, rimos. E aí a Mara falou: Nossa, as pessoas gostam mesmo de mim! Então falei pra ela: Mas é claro Mara! Você ainda tem duvidas? E na última sessão de fotos da gente eu que já havia pensado numa pose que eu já havia visto de outros fãs com ela, ela beijando eles, eu ia pedir pra ela tirar assim também, só que é tanta coisa num momento assim que a gente até esquece, mas aí ela foi e me surpreendeu dizendo: Péra aí, que ainda falta uma foto assim. Foi e me deu um beijo no rosto. Naquele momento foi como se eu voltasse ao passado e me imaginei como se estivesse no Show Maravilha 20 anos atrás. Uma criança recebendo um beijo da baianinha mais querida do Brasil. Eu via ali o meu sonho de criança se concretizando anos depois, só que agora eu já adulto, mas de uma maneira muito especial. 

Mais um momento de muita emoção!


E ao final, foi tão lindo um momento antes de me despedir da Mara, ela fez uma oração em agradecimento a Deus por aquele momento, por aquela comunhão. Achei lindo demais! No outro dia quando fui vê-la de novo no hotel ela estava tomando café com a Patrícia Marta. Aí ela me perguntou se eu tinha dormido bem, e se eu não queria comer um cuscuzinho, que era o que ela estava comendo, rsrs. Ela queria até me dar carona até minha cidade, Riachuelo, aí eu falei pra ela que o caminho de Fortaleza era outro diferente do meu. Que pena! Mas ela sempre cheia de gentilezas. Um amor de pessoa! 

Nunca esquecerei esses momentos

Cada momentinho vivido eu pensava que tava sonhando acordado. Aquela Mara Maravilha que eu via todo dia quando criança, depois adolescente e cresci acompanhando os seus passos até os dias atuais estava ali do meu lado, e dessa vez era como uma amiga, que me dava conselhos, que me ouvia, que parecia até que já me conhecia há muitos anos. Falei pra ela que se antes eu já a defendia, agora eu ia defender muito mais. Agora eu vou guardar ela pra sempre no meu coração! Te amoooo! Minha eterna baianinha! Te amoo... Pra sempre! Obrigado por tudo! Deus te abençoe cada dia mais e mais. 


(EVENTO: Mara Maravilha em Mossoró na cruzada 
“Mossoró para Cristo” Dias: 17 e 18/10/2013) 


domingo, 9 de setembro de 2012

CORAL CAMINHANDO COM CRISTO - Riachuelo/ RN - Anos 90



O Coral Caminhando com Cristo foi um coral formado por crianças e adolescentes da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus na cidade de Riachuelo - RN, que cantava nas missas nos anos 90. O coral era composto por 40 componentes e não só cantava nas missas realizadas na igreja local como também em outras cidades quando recebia convites. 


Organização:

As organizadoras eram Lúcia de Fátima Cavalcante e Mª Dapaz Eduardo, que sempre comandaram a turma de crianças e adolescentes com muita responsabilidade e dedicação. 




O coral chegou a se apresentar no Canal 5 TV local em Natal RN. 

A primeira missa cantada pelo Coral Caminhando com Cristo foi a Missa Sacerdotal do Padre Ramos realizada em frente a igreja matriz no dia 28 de agosto de 1993. Na ocasião a música de abertura foi a música "Nova geração (No peito eu levo uma cruz)" de Padre Zezinho. 

Após esta primeira formação o coral também teve uma segunda quando ouve tanto a saída quanto a entrada de novos integrantes, mudando também a vestimenta para uma camiseta branca com vinho, anos depois mudou de nome para Grupo Boa Semente, e a vestimenta era uma camiseta verde. 


Reviva esses momentos  
nas fotos a seguir.

 Dia da apresentação de estréia. 























2ª Grande Missa cantada pelo Coral Caminhando com Cristo 

No ano seguinte à primeira formação do coral, ouve uma segunda formação na qual se deu a entrada de novos membros ao grupo. Na ocasião a igreja comemorava uma grande festa religiosa com batizados e casamentos coletivos, 1ª eucaristia e crisma. O coral estreou sua nova farda, uma camiseta branca com gola vinho e um símbolo de um cálice com a hóstia. 



Padre Ramos com seus afilhados de Crisma e ao fundo os integrantes do Coral junto com outros do coral de São Paulo do Potengi. 



Rivaldo Bevenuto no momento de receber o crisma com o Monsenhor Expedito.
Padre Ramos foi seu padrinho. 



Renato usando a nova camiseta do coral na estréia da nova formação 
com a entrada de novos integrantes inclusive ele. 


COMPONENTES DA 1ª FORMAÇÃO: 

Ana, Adi Moura, Adriana Augustinho, Albanita Soares (Gina), Alzenir Ambrósio, Américo Lira(Amerquinho), Angelo Moura, Boneca, Cristiane (Cris), Cristina, Expedito Galdino, Eduardo, Gysa Kelly, Givaneide Janiana, Ivanilde Eduardo, Jordana Alves, Jorlan Kardec, Joildo Cândido, José Carlos, Joelder, Keylla Lavínia, Lenilda, Lucinete Câmara, Madalena Guedes, Mara Cavalcante, Mary Anne, Meire, Michelly Barbosa, Paula Maria (Paulinha), Ricardo Bevenuto, Rivaldo Bevenuto, Rômulo, Rêmulo, Roberto, Sônia Maria, Selma, Virgínia, Wallacy Robson, Wellington.

COMPONENTES DA 2ª FORMAÇÃO: 

Renato Bevenuto, Magdaly, Vanica, Aline, João Maria, entre outros...




MÚSICA:
 
Nova geração
(No peito eu levo uma cruz) 

Padre Zezinho


Eu venho do sul e do norte,
Do oeste e do leste. de todo lugar
Estrada da vida eu percorro
Levando socorro a quem precisar
Assunto de paz é meu forte
Eu cruzo montanhas mas vou aprender
O mundo não me satisfaz o que
Eu quero é a paz, o que eu quero é viver. 

No peito eu levo uma cruz,
No meu coração o que disse Jesus
No peito eu levo uma cruz,
No meu coração o que disse Jesus 

Eu sei que não tenho a idade
Da maturidade de quem já viveu
Mas sei que já tenho a idade
De ver a verdade o que eu quero ser eu
O mundo ferido e cansado
De um triste passado de guerras sem fim
Tem medo da bomba que fez,
E da fé que desfez mas aponta pra mim 

No peito eu levo uma cruz,
No meu coração o que disse Jesus
No peito eu levo uma cruz,
No meu coração o que disse Jesus 

Eu venho trazer meu recado,
Não tenho passado mas sei entender
Um jovem foi crucificado
Por ter ensinado a gente viver
Eu grito ao mundo descrente que eu ser gente,
Que eu creio na cruz
Eu creio na força do jovem
Que segue o Caminho de Cristo Jesus 

No peito eu levo uma cruz,
No meu coração o que disse Jesus
No peito eu levo uma cruz,
No meu coração o que disse Jesus 


sexta-feira, 11 de maio de 2012

STAR DANCE - Grupo cover da Companhia do Calypso em Riachuelo/RN - A história.



O grupo Star Dance foi um grupo Cover da Companhia do Calypso, da cidade de Riachuelo - RN, criado no ano de 2005, formado por 15 componentes, sendo 8 homens e 7 mulheres, e teve a sua primeira apresentação de estréia na véspera do dia das mães (07/05/2005). 

O grupo foi criado com a finalidade de se tentar resgatar uma nova versão do antigo evento Show das Mães que era tradicionalmente realizado em Riachuelo nos anos 70, 80 e 90 em homenagem e comemoração ao dia das mães. 

De início o grupo tinha uma forte característica de grupo cover da Companhia do Calypso pois em sua maioria as músicas, figurinos e coreografias da banda eram de maior influencia e maior destaque no grupo, e devido também o enorme sucesso da banda com a divulgação do seu 1º DVD ao vivo nesse mesmo ano de 2005 quando passou a se tornar conhecida nacionalmente como o "furacão do Brasil". 

Além da Companhia do Calypso o grupo apresentava ainda dublagens de Cavaleiros do Forró, entre outros. O Star Dance também influenciou na época o surgimento de outros grupos cover na cidade de Riachuelo, como o "Rouge", e outros. 


O Star Dance arrecadava fundos para conseguir figurinos e outros recursos através de patrocinadores e do apoio da Prefeitura Municipal e ajuda de alguns vereadores. Os figurinos eram confeccionados por costureiras locais e algumas peças como os cocares usados na abertura, painel e outros enfeites eram tarefas dos próprios integrantes que eram responsáveis por seus figurinos. 

O local destinado a confecção dos acessórios era uma sala da antiga Sede da Creche M. Pequenos Querubins que foi gentilmente cedida pela diretora, na época a Srª Maria José Queiróz. 

O local dos ensaios era na maioria das vezes na Quadra Municipal, mas também algumas vezes na antiga creche ou na antiga Churrascaria Casablanca. 

A estréia do grupo aconteceu na Quadra de esportes da cidade e correspondeu a todas as expectativas do público que estava eufórico e ansioso para ver a 1ª apresentação do Star Dance. O local ficou lotado. Na ocasião houve também distribuição de brindes para as mães, adquiridos também com os patrocinadores. 

Nas apresentações, todos momentos eram marcantes principalmente a ABERTURA que era idêntica a abertura do DVD da Companhia do Calypso. 

Momento da Abertura na estréia do STAR DANCE dia 07/05/2005 

Robinho e Ítala fazendo a abertura no show de estréia na Quadra de esportes. 

Ítala fazendo pose antes de dançar com a roupa da abertura. 

Jefferson (Bolo preto) na abertura. 
Era ele que dublava também o cantor Robertinho da Companhia


RELEMBRE A ABERTURA NO VÍDEO ABAIXO: 





A integrante Madalena arrebentava nas apresentações, e tinha a grande responsabilidade de dublar a cantora Mylla Carvalho maior nome da Companhia do Calypso até hoje e que deixou a banda após converter-se a religião evangélica e dedicar-se a carreira gospel. Logo na primeira música após a abertura Madalena era erguida pelos dançarinos enquanto ela gritava o bordão de Mylla: _Alguém me segureeee! 

Em seguida dava início a música que foi o maior sucesso da Companhia: 
SE MANCOL, que faz referência a pessoa se mancar, ou seja, "tomar um chá de se mancol". 

Ao fundo Madalena como Mylla Carvalho 
dando um show na música SE MANCOL, 
ainda nesta foto Robson e Ítala. 

Nany e Flávia dançando SE MANCOL 
(Eu lembro que nesta música se a gente dançasse em local com pouco espaço, era todo mundo se batendo numa hora que tínhamos que passar uns pelos outros, rsrs) 

Ítala e Robinho na música SE MANCOL. 
(Detalhe: ao fundo Jeferson que já tinha feito a abertura correu para assistir, depois ia se trocar para a sua próxima apresentação. Era uma correria, mas era muito divertido e gratificante pra nós.) 

Eu e Flávia antes de dançar SE MANCOL 
(Detalhe olha como o nosso figurino era semelhante ao dos dançarinos da Companhia) 



Desenho do figurino by Ricardo Bevenuto 



RELEMBRE A COREOGRAFIA DA MÚSICA "SE MANCOL" : 



Outro grande momento também era sem dúvida a música DEUSA, onde a integrante Nany dava um show e encantava a todos com sua desenvoltura e facilidade em copiar nos mínimos detalhes até os mais despercebidos gestos da cantora Lenne Bandeira. A coreografia era perfeita, e o figurino a cópia fiel. 

Nany (dubladora da cantora LENNE BANDEIRA) 

Robinho e Ítala dançando a música DEUSA 

Flávia entrando com o painel da Deusa que ao ser baixado 
surgia Nany como a cantora LENNE BANDEIRA. 

Este era o painel com a pintura da Deusa 
feito por mim, Ricardo Bevenuto. 

Eu e Flávia dançando DEUSA. 

Eu dançando a música DEUSA. 


RELEMBRE A MÚSICA "DEUSA" NO VÍDEO ABAIXO: 



Sem dúvida que nas apresentações as dublagens da companhia realmente eram as que faziam o maior sucesso no grupo, músicas como os hits "Mais um lance" e "Impossível te amar" 

Flávia dançando MAIS UM LANCE 

Flávia com Geovanilson (Hoje Jéssyka Mendes) 
dançando IMPOSSÍVEL TE AMAR. 


RELEMBRE NO VÍDEO A MÚSICA "MAIS UM LANCE" 
UMA DAS COREOGRAFIAS MAIS ANIMADAS. 



RELEMBRE NO VÍDEO "IMPOSSÍVEL TE AMAR" 
(carinhosamente apelidada por nós de JUBILEU - O corvo do Pica-pau) 



Na música COMPLICADA o componente Jefferson (Bolo preto) dublava o cantor Robertinho e era rodeado somente pelas meninas que davam um show de sensualidade e arrancavam suspiros dos rapazes. A coreografia foi ensaiada com as meninas pela própria presidente do grupo Rodinélia que apostou nesta música, o que deu muito certo. O figurino era um top trabalhado com lantejoula cada uma de uma cor diferente e uma sainha de filó branca estilo bailarina. 


RELEMBRE A MÚSICA "COMPLICADA" NO VÍDEO ABAIXO: 




Na música HOMEM SAFADO Nany e Jefferson interpretavam e encenavan igualzinho a Lenne Bandeira e Robertinho e divertiam o público com uma disputa de piriguetes pelo marido alheio encenada pelas meninas do grupo com participação especial de Geovanilson (Jéssika) que arrancava gargalhadas da platéia ao ser jogado ao chão por Nany e levantar imediatamente com uma rabissaca. 


Flávia interpretando uma das piriguetes que disputam juntas o marido da cantora durante a música HOMEM SAFADO. 



RELEMBRE A MÚSICA "HOMEM SAFADO" AQUI NESTE VÍDEO: 



Na música DESFAZ AS MALAS a dupla Nany e Jefferson 
entravam em cena novamente e desta vez Nany entrava arrastando uma mala enorme. 


OUÇA E RELEMBRE A MÚSICA "DESFAZ AS MALAS": 



No momento Cavaleiros do Forró, Jefferson volta desta vez com Madalena fazendo a Eliza Clívia do Cavaleiros.


RELEMBRE O MOMENTO DA MÚSICA 'IÔ-IÔ" DE CAVALEIROS DO FORRÓ QUE ERA DUBLADA POR MADALENA E JEFFERSON: 



Ja no final do show chegava um dos momentos mais esperados principalmente pela rapaziada: MULHER ELETRICISTA de Cavaleiros do Forró que era interpretada pela presidente e dançarina Rodinélia (A barbie), que igual no DVD entrava vestindo um macacão enorme e boné na cabeça, vestida quase como um homem e ia se despindo com o decorrer da música terminando somente em um traje minúsculo e sensual, com uma saia de tiras de pedras transparentes que deixava transparecer seu fio dental.

RELEMBRE AQUI ESSES MOMENTOS COM O VÍDEO 
"MULHER ELETRICISTA" DE CAVALEIROS DO FORRÓ: 



Após a sua estréia , o grupo STAR DANCE passou a ser convidado para outros eventos da cidade, inclusive fazer a abertura do 1º Arraiá do Povão no primeiro ano de gestão do prefeito Júnior Bernardo, participou também com exclusividade de um show de prêmios do dia das mães realizado pela deputada Gesane Marinho e o vereador Baíca na antiga Churrascaria Casablanca que hoje é o Palácio do Forró. 

Star Dance no evento para as mães realizado pela deputada Gesane Marinho 
na Churrascaria Casablanca 

Flávia no momento da abertura com o nosso saudoso amigo 
Renato Macedo (in memorian) que infelizmente nos deixou no dia 03 de Janeiro de 2012 
(ano dessa postagem). 


E este era o painel principal utilizado 
como fundo nos últimos shows. 


O grupo também marcou presença em cidades vizinhas como São Paulo do Potengi onde apresentou por duas vezes, uma no Centro Lítero e outra em Praça pública em um evento da Rádio Potengi AM, esteve também Santa Maria, Barcelona, Lagoa de Velhos, Bento Fernandes, Caiçara do Rio dos Ventos, e Cachoeira do Sapo. Devido o sucesso na região o grupo caiu nas graças da dupla Ronny Pontes & Adriano que estavam numa turnê aqui no estado do RN e logo formou-se uma parceria e o Star Dance passou a abrir os shows da dupla. 

Eu e a dupla Ronny Pontes & Adriano 

Adriano 

O grupo Star dance já estavam ensaiando a sua segunda temporada inclusive com novos integrantes, mas infelizmente não teve como prosseguir os trabalhos devido a convocação de alguns integrantes para dançar na extinta banda Kaceteiros do Forró da cidade de Guamaré, integrantes como a presidente do grupo e também dançarina Rodinélia (A Barbie), Ricardo Bevenuto (O coreógrafo) e Flávia Araújo (Dançarina), o Star Dance abriu as portas para estes ingressarem no mundo das bandas de forró, vindo também a dançarem em outras bandas como Pistoleiros do Forró de Angicos onde dançavam com a Dançarina Vanessa Carvalho da Banda Garota Safada quando esta ainda não era nem conhecida e ainda se chamava Rosa. Por último estes fizeram parte também do balé do Forrozão Cana de Açucar da cidade de Barcelona - RN. 
Renato e nossa amiga Nininha (ela que nem chegou a estreiar a 2º temporada) fizeram parte do Forrozão Alex & Companhia da cidade de Santa Maria.

Devido a correria e responsabilidade destes integrantes agora com a banda o grupo foi ficando em segundo plano até que resolveu-se dar um tempo, o que resultou no fim do grupo que apesar de ter tido tudo para dar certo durou apenas 4 meses, ficando ativo apenas durante os meses de maio até agosto de 2005.


SEQUENCIA DO SHOW 

Abertura 
Se mancol 
Mais um lance 
Impossivel te amar 
Deusa 
Iô-iô (Cavaleiros) 
Complicada 
Homem safado (Quengas) 
Dudu 
Desfaz as malas 
Mulher eletricista (Cavaleiros) 


INTEGRANTES DO GRUPO 



Rodinélia (presidente e dançarina) 
Rafael (vice-presidente e dançarino) 
Ricardo Bevenuto (coreógrafo) 
Robson Egídio 
Renato Macedo (in memórian) 
Jefferson 
Geovanilson (Jéssika) 
Samuel 
Luiz Carlos (assistente) 
Nany 
Madalena 
Flávia 
Ítala 
Deísy 
Lidiane 

O grupo STAR DANCE foi sem dúvida um dos melhores grupos de dublagem já criados em Riachuelo e região. Foi uma experiência maravilhosa na vida de quem fez parte deste grupo. Hoje muitos dos componentes vivem uma vida muito diferente daquele tempo, mas graças a Deus hoje todo mundo ainda permanece amigo e unidos mesmo na distância. Alguns já tiveram filhos como Nany, Flávia, Madalena e Deísy. Outros foram morar fora como Jeferson que hoje mora em Mossoró e Nany que recentemente foi para o Rio de Janeiro. Luiz Carlos, Rafael, Flávia e Geovanilson (que hoje é conhecido como Jéssika) moram em Natal. Muitos casais daquela época hoje já estão com novos amores, outros simplesmente apenas separaram, e o nosso amigo Renato que infelizmente faleceu no início deste ano, em 03 de janeiro de 2012. Toda essa história e alegrias vividas por nós me motivou a fazer esta linda homenagem a esta turma que fez sucesso e que permanece brilhando na lembrança e no coração de fãs e amigos do GRUPO STAR DANCE.


Espero que tenham gostado dessa postagem super especial feita com tanto amor e carinho. Se puder compartilhar fico muito grato. Obrigado! 





MAIS VISITADAS DO MÊS


POSTAGENS MAIS POPULARES EM TODO O BLOG